Tratamentos de Base

Serviços » Tratamentos de Base

Sob a designação de tratamentos base englobamos uma série de procedimentos destinados a devolver a saúde oral ao paciente e a sensibiliza-lo para o seu papel na manutenção da mesma.

Constituem a base de todos os tratamentos mais avançados, quer de reabilitação quer de estética:

  • Dentisteria (tratamento de cáries).
    Feita preferencialmente com materiais de obturação estéticos da cor do dente tornando as obturações “invisíveis”.
  • Cirurgia oral: Extrações dentárias ; Extração de dentes inclusos ; Cirurgia de quistos ; Cirurgia do freio labial etc..
    Sendo Cirurgiã Maxilofacial estou particularmente a vontade nesta área em que tenho grande experiência.
  • Endodontia (Tratamentos de Canal)
    Feita por um especialista, Endodoncista com o apoio do Microscópio Clínico e as técnicas e os materiais mais avançados, permitindo uma alta taxa de sucessos e tratamentos em sessão única. (em vez de Múltiplas sessões para cada dente)
  • Consulta de Higiene Oral: Destartarização (limpeza) ; Curetagem Sub-Gengival ; Ensino de Técnicas de Higiene Oral (escovagem, uso de fita dentária/escovilhão) ; Aplicação de Selantes (em crianças) ; Aplicação Tópica de Flúor.

Esta consulta é um pilar da nossa clínica já que, se não conseguirmos ter uma boca livre de tártaro e sensibilizar o doente de como e porquê a deve manter assim diariamente, o estado de saúde oral que queremos proporcionar ao paciente não será atingido.

Perguntas sobre Tratamentos de Base

Porque é que devo ir ao dentista regularmente?

Infelizmente muitas pessoas só vão ao dentista quando algo aconteceu e têm alguma queixa, porque têm a percepção errada de que se não sentem nada de anormal está tudo bem.

Esta postura pode e vai sair cara, quer em termos de saúde oral quer em termos de custos, já que muitos problemas não dão sinais mas podem ser detetados numa fase precoce pelo Dentista implicando tratamentos mais simples e menos dispendiosos.

Com que periodicidade devo fazer as revisões?

É muito importante ser visto de seis em seis meses na consulta de higiene oral e, pelo menos uma vez por ano, pelo seu dentista que fará uma observação de toda a sua boca e dos tratamentos efetuados e detetará algum problema a corrigir.

O que é que causa o mau hálito matinal?

Durante a noite há uma diminuição da produção de saliva, que é o nosso elixir oral natural, que normalmente banha os dentes arrastando parcialmente bactérias e restos de alimentos.

Por causa dessa diminuição da produção de saliva as bactérias presentes na boca e na placa bacteriana vão degradar restos de comida e originar compostos que são responsáveis pelo mau hálito.

Percebemos então a importância de fazer uma higiene oral meticulosa antes de deitar para diminuir tanto a placa bacteriana como os restos alimentares.

Porque é que devo usar o fio dental? Escovar os dentes não chega?

A placa bacteriana forma-se todos os dias e só é removida por uma ação mecânica, por isso bochechar com água, com qualquer elixir apropriado ou usar um aparelho de jato de água, não chega.

Tem que haver uma ação mecânica, proporcionada por uma boa técnica de escovagem (que chegue a todas as áreas do dente, com particular atenção para o sulco entre o dente e a gengiva) além do uso de fita dentária/escovilhão para as superfícies entre os dentes, onde nenhuma escova chega.

Como é que posso prevenir as cáries?

As cáries são causadas por bactérias portanto têm de ser encaradas no seu conjunto e não como fatos isolados.

A primeira coisa a fazer é tratar todas as cáries existentes na boca porque, cada carie vai não só estragando o dente em que se encontra mas também contaminando a saliva com bactérias cariogénicas que poderão afetar outros dentes.

Uma técnica de escovagem correta e uso fio dental para eliminar diariamente a placa bacteriana. (causadora de cáries, inflamação da gengivas e mau hálito )

Tenho sensibilidade dentária, o que posso fazer?

Em casa pode usar uma pasta específica para sensibilidade dentária e evitar alimentos ácidos como laranjas limões, bebidas gaseificadas etc..

No consultório procedemos à aplicação de Produtos selantes e dessensibilizantes no colo dos dentes, bem como obturações com materiais estéticos de colos dentários expostos e desgastados.

As minhas gengivas sangram, isso é normal? O que devo fazer?

O sangramento gengival não é nem normal nem desejável, é um sinal de inflamação da gengiva ou mesmo de doença periodontal. (um processo que envolve não só gengiva mas também os tecidos abaixo desta que suportam o dente, ligamento periodontal e osso alveolar)

Muitas vezes a atitude que as pessoas tomam é justamente a mais errada, deixar de escovar a gengivas para que estas não sangrem. O que acontece é que cada vez mais placa bacteriana se acumula portanto a hemorragia vai piorando.

O que deve fazer é ir a uma consulta de higiene oral onde, para além de uma limpeza, lhe ensinarão as técnicas corretas de escovagem e uso de fita dentária de forma a remover eficazmente a placa bacteriana todos os dias.

O que fazer quando um dente cai após um traumatismo?

Se o seu dente foi arrancado por um traumatismo deve;

  • Passar-lo por água para retirar a maior sujidade. (terra, etc)
  • Tentar não tocar na zona da raiz e segurar o dente pela coroa. (parte do dente visível que se encontra fora da gengiva).
  • Guardar o dente na boca entre bochecha e a gengiva ou debaixo da língua. (caso isso não seja possível, então deverá transportar o dente em leite )
  • Contactar o seu dentista e dirigir-se imediatamente para o consultório para que o dente seja reimplantado o mais brevemente possível aumentando as hipóteses de sucesso deste procedimento.

Estou grávida, devo ir ao dentista?

Se está grávida deverá ir a uma consulta de revisão ao seu dentista.

A gravidez é muitas vezes acompanhada por uma gengivite de causa hormonal, portanto cuidados redobrados de higiene oral e uma limpeza são necessárias, por outro lado a gravidez não é impeditiva da realização de tratamentos dentários que podem e devem ser feitos.

Os cuidados a ter visam o tipo de anestesia a usar e obviamente a não realização de radiografias.

O que é a doença periodontal?

A doença periodontal é uma doença que afeta a gengivas e os tecidos que suportam o dente (daí o nome perio-dontal: à roda do dente), provocando a sua lenta degradação.

Tem uma enorme prevalência dentro da população e é uma das principais causas de perda de dentes. Tem uma base genética que pode e deve ser contrariada.

As bactérias presentes na placa bacteriana vão silenciosamente provocando perda do suporte dos dentes ao longo dos anos. Os seus efeitos são mais visíveis a partir dos 50 anos :

  • Os dentes ficam maiores por retração da gengivas
  • Aparecem espaços entre os dentes e triângulos negros ao pé da gengiva por perda da papila gengival
  • Aumento da mobilidade dentária
  • Aparecimento de bolsas na raiz dos dentes que dão origem abcessos de repetição, etc..
  • A base para o controle desta doença é a sua deteção precoce e uma boa higiene oral. (Já que ela se alimenta das bactérias presentes na placa bacteriana)

Quando os sintomas mais graves se manifestam já é infelizmente muito tarde para salvar os dentes.

Para além da consulta de higiene oral e curetagem sub-gengival (que constitui a base do tratamento e deve ser feita com maior frequência que o normal de seis em seis meses), em determinados pacientes pode estar indicado a realização de cirurgias de raspagem radicular mais profunda para controlar os focos menos acessíveis.