Endodontia (Tratamento de canal)

Serviços » Endodontia (Tratamento de canal)

A Endodontia é a disciplina da Medicina dentária que se dedica ao estudo e tratamento das doenças da polpa dentária (parte interna e vital do dente).

Quando este tecido é afetado, seja por fractura, cárie ou outras infeções, o Tratamento Endodôntico* é a única forma de manter o dente saudável e em função.

A Endodontia atual apresenta resultados bastante previsíveis quando alcançamos a excelência da técnica, a qual, apenas é possível, com a utilização de Microscópio Clínico. 

A utilização do Microscópio Clinico permite uma abordagem apropriada aos canais radiculares, anatomias complicadas e à resolução de complicações através da ampliação do campo de visão.

Apesar dos resultados bastante previsíveis dos Tratamentos Endodônticos, numa pequena percentagem dos casos, pode não ser possível controlar a infeção ao nível ósseo e nessas situações poderá ser necessária uma abordagem cirúrgica – Microcirurgia Endodôntica.

A Microcirurgia Endodôntica é mais um tipo de Tratamento Endodôntico com microscópio clínico e abordagem cirúrgica direta ao local da infeção, que pode ser apenas para diagnóstico e/ou tratamento.

* Endodontia – Desvitalização/Tratamento dos Canais 

Excelência Técnica 

Na nossa Clínica a Endodontia é executada por uma especialista, Endodontista, que, para além de uma formação específica, só faz este tratamento por isso executa-o muito mais vezes e melhor que um Dentista generalista. É conhecedora de todas as técnicas e materiais mais atuais e vai tratar não só os casos simples mas também casos mais complicados. Conta com apoio do Microscópio Clínico, fundamental quando queremos atingir uma alta taxa de sucessos.

Sessão única 

Muitos dos casos podem hoje ser resolvidos com uma sessão única em vez de várias sessões que prolongam sempre o tratamento e implicam mais deslocações ao consultório.

Perguntas sobre Endodontia (Tratamento de canal)

Quais os tratamentos feitos por um Endodontista?

  • Qualquer tratamento de canal.
  • Diagnóstico e tratamentos de casos com anatomias de raiz complexas.
  • Cirurgia Periapical, de preferência com Microscópio clínico.
  • Retratamentos de canal: quando se trata de retratar um dente que já foi desvitalizado há tempos e que dá problemas este procedimento é normalmente muito mais complexo do que a primeira vez que se abordou o dente e por isso será melhor executado e com maiores possibilidades de sucesso por um especialista.

Pode o tratamento de canal ser feito em sessão única?

Hoje em dia numa grande percentagem dos casos sim o que tornou este tratamento mais rápido e mais cómodo para o doente implicando só uma visita ao consultório.

Porque é que é necessário um tratamento de canal?

O tratamento de canal é um tratamento que salva dentes por excelência.

Quando a Cárie chega próximo ou atinge a polpa só há uma forma de conservar o dente: fazer um tratamento de canal (remover a polpa e obturar os canais com um material inerte). Assim evita-se que o dente doa e que haja infecções no futuro.

A alternativa a este tratamento é a extração do dente.

Uma radiografia pode mostrar se eu preciso de um tratamento de canal?

Em muitos casos sim, quando são detectadas Cáries profundas, imagens na ponta das raízes (imagens periapicais: granulomas ou pequenos quistos) e em casos de tratamento de canal antigos mal executados.

Em alguns casos a radiografia pode não ser que totalmente esclarecedora e então a observação, com os testes de vitalidade pulpar, e as queixas do paciente ditam se devemos avançar ou não para a desvitalização.

É necessário proteger o dente com uma coroa após o tratamento de canal?

A resposta é sim nos dentes posteriores, pré-molares e molares, que aguentam maior carga mastigatória. Normalmente quando um dente necessita de ser desvitalizado isso quer dizer que já tem uma grande perda de estrutura dentária, depois com o tratamento o dente vai ficar ainda mais frágil já que perde a sua nutrição interna (dada pela polpa), se não o protegemos com uma Coroa, um Overlay, arriscamo-nos a que o dente sofra uma fractura que se prolongue para a raiz e que dite a extração do mesmo.

Isto quer dizer que todo o investimento feito até aí foi perdido e que agora em vez só de uma Coroa irá ter de colocar um Implante e depois uma coroa sobre Implante.

Posso comer após o tratamento de canal?

Enquanto a anestesia durar não deverá comer nada já que pode morder a sua bochecha ou língua por perda de sensibilidade.

Depois deverá ter algum cuidado e não mastigar para o lado do dente desvitalizado até o procedimento estar concluído o dente restaurado e uma Coroa colocada.

Quanto tempo dura uma consulta de Endodontia?

Se estamos a falar em sessão única o procedimento dura entre 1h30 e 2h30 conforme se trata de dentes só com um canal, como os incisivos e caninos ou vários canais, como por exemplo os molares que podem ter quatro canais.

Senti muito mau cheiro quando me abriram o dente, porquê?

O mau cheiro é devido à presença de bactérias e restos de polpa putrefacta dentro do dente.

O que é que possa acontecer se espero muito tempo para colocar uma coroa num dente desvitalizado?

Esta situação comporta sempre um risco de fratura do dente e necessidade de o extrair.

É necessário anestesia para o tratamento de canal?

Não necessariamente, se o nervo está morto a anestesia pode ser dispensável. Nos outros casos é obviamente necessária anestesia.

O meu dente escureceu após o tratamento de canal, porquê?

Os dentes desvitalizados normalmente sofrem uma ligeira alteração da cor após o tratamento.

Nos casos em que essa alteração é marcada pode querer dizer que ficaram restos de material pulpar que não foram convenientemente removidos. Este facto é um grande problema estético quando o dente se situa numa zona visível.

Hoje em dia já é possível clarear estes dentes fazendo um branqueamento interno.