Quanto tempo duram os implantes dentários?

Artigos de Opinião » Quanto tempo duram os implantes dentários?
Implantologia: Quanto tempo duram os implantes dentarios

Afinal, quanto tempo duram os implantes dentários?

A Implantologia é a princípio um tratamento definitivo com uma longevidade expectável de 20 a 25 anos. Essa é uma pergunta que, na minha experiência de décadas na área da Implantologia, surge frequentemente. Isso se dá por ser uma intervenção definitiva. Há noções que convém que tenham como paciente e que no momento da decisão não escolha a opção errada para si. Uma escolha errada seria basear-se somente no preço dos implantes.

As perguntas mais frequentes para além do preço dos implantes são: os implantes duram para sempre? Qual é a duração média do implante dentário?

O mais importante para o paciente é conhecer as regras a seguir para aumentar a longevidade dos implantes dentários.

Durabilidade dos implantes

A longevidade expectável de 20 a 25 anos deve-se ao facto de os implantes formarem uma ligação estável com o osso em que são colocados num processo chamado Osteointegração.

Tempo de tratamento

No final deste processo, que demora normalmente dois a quatro meses para o maxilar inferior e três a seis para o maxilar superior, o implante e o osso fundiram-se e o implante pode então ser usado como uma raiz artificial, uma fundação sólida para a reabilitação (com uma Coroa, Ponte ou procedimentos de reabilitação de todo o maxilar).

Breve história da Implantologia

Apesar de haver registos de “tentativas de implantes dentários” desde o tempo dos egípcios, se queremos falar na Implantologia moderna, um dos principais momentos ocorre a partir de 1957. Naquele ano, o cirurgião ortopédico sueco Branemark começou a estudar a integração de parafusos de titânio em ossos fraturados.

Substituição de dentes perdidos

Branemark verificou que, ao estabilizar fraturas ósseas com parafusos de titânio, estes ficavam integrados no osso passado algum tempo, não sendo possível a sua remoção sem destruir parcialmente esse osso. Chamou a este processo Osteointegração.

Desde aí a quantidade de estudos sobre implantes e o número de implantes colocados é enorme e os implantes dentários são hoje um instrumento de primeira linha para substituição de um ou mais dentes perdidos.

Factores que influenciam a Durabilidade dos Implantes

Competência e Experiência do cirurgião em Implantologia. (Como seria de esperar, este fator é de enorme importância)

Saber como planear os casos e executar a cirurgia são necessários formação específica e muitos anos de experiência.
No meu caso sou Médica, com as especialidades de Estomatologia  e Cirurgia Maxilofacial e mais de 35 anos de experiência clínica.

Planeamento dos casos

Antes de avançarmos para a cirurgia temos que planear bem os casos passo a passo:

  1. História Clínica
  2. Observação clínica
  3. Radiografias
  4. TAC

O que nos vão permitir selecionar tanto técnica cirúrgica como o implante a colocar tendo em conta a quantidade e qualidade de osso disponível, a presença de estruturas anatómicas que não queremos invadir, etc

Boa higiene oral

É um factor que juntamente, com a experiência do cirurgião de implantologia, o fator mais importante que irá influenciar em quanto tempo duram os implantes dentários. Os cuidados a ter com os dentes naturais devem ser redobrados no caso dos implantes. Queremos que se mantenham sempre livres de placa bacteriana e rodeados por gengiva e osso saudáveis, o que também influência em quanto tempo duram os implantes.

Implantes utilizados

Há um sem número de marcas de implantes existentes no mercado com preços e qualidades muito díspares. O que influência obviamente o preço final dos implantes.

A escolha de uma marca de implantes com que o cirurgião de Implantologia esteja familiarizado e que seja apoiada por forte pesquisa, evidência científica e clínica é fundamental.

Fundamental também é fornecer ao paciente o passaporte do implante. Esse passaporte não é mais que a referência do implante e local de colocação na boca para que, no futuro, tanto o paciente como qualquer dentista, saibam o que está colocado.

Reabilitação

A qualidade do que é colocado “em cima” dos implantes (coroas, pontes, etc.) é fundamental tanto do ponto de vista estético e funcional, como da durabilidade do tratamento. Normalmente as soluções de coroas baratas saem caras, A qualidade tem o seu preço. Uma boa analogia é que numa casa temos de ter boas fundações (o implante) e uma boa construção em cima (coroa, reabilitação).

Bruxismo

Os pacientes com Bruxismo (hábito de ranger os dentes à noite ou de apertar os dentes durante o dia), têm um aumento da possibilidade de fracturas do implante, situação que raramente ocorre, mas que é provável, como é evidente, nestes pacientes. Deverão ser aconselhados a usar uma goteira “Night Guard”

Tabaco

O tabaco prejudica seriamente a microcirculação e a cicatrização, por isso também a integração dos implantes.
Os pacientes devem ter consciência desse facto e ser aconselhados a deixar de fumar. Enquanto não param, deveriam, no mínimo, reduzir o mais possível o número de cigarros fumados. A influência do tabaco é tão grande que muitos cirurgiões se recusam a colocar implantes em fumadores.

Existência de Doenças Crónicas não controladas

As principais doenças que afectam os implantes são: Diabetes; Doença periodontal; Doença cardíaca; Pacientes que foram submetidos a radioterapia na região da cabeça e pescoço.

Em resumo, as Regras a respeitar para aumentar a longevidade dos implantes são:

  1. Escolha um dentista experiente em Cirurgia oral e Implantologia.
  2. Opte por soluções e materiais de qualidade, pois o preço dos implantes não pode ser o único e principal fator decisão.
  3. Mantenha uma boa higiene oral sempre.
  4. Check-up e Consulta de Higiene Oral a cada seis meses.
  5. Se tem Bruxismo use o Night Guard.
  6. Se é fumador pare de fumar

*Uma placa Acrílica de desolusão dentária interposta entre os dois maxilares e que impede o contacto dentário quando ranger ou apertar os dentes. Isso evita cargas excessivas sobre os dentes e implantes e protegendo as articulações temporomandibulares.

Se pensa colocar implantes e quer ouvir a opinião de um profissional experiente, contacte-nos e teremos o maior gosto em analisar o seu caso.