Dentista Low cost – “O Barato sai caro”

Dentista Low cost – “O Barato sai caro”

  • Na área da Reabilitação Oral, Implantes e Estética Dentária o “dentista low cost” pode ser a mais cara das decisões. Mais vale fazer a Reabilitação por fases ou adiar a mesma do que se meter em trabalhos irreversíveis que vão deixá-lo pior que no início (e com menos dinheiro...).
  1. Gosta de Surfar na Net à procura da melhor promoção?
  2. Acha que é uma boa estratégia agora que resolveu finalmente fazer qualquer coisa nos seus dentes? (pelo seu sorriso?)
  3. Está à procura de Orçamentos Grátis para a sua Reabilitação Oral, Implantes ou intervenção Estética Dentária?

Todos estes pontos podem parecer, à primeira vista atrativos, mas na área da Reabilitação Oral, Implantes e Estética Dentária o “dentista low cost” pode ser a mais cara das decisões.

Quero deixar bem claro que sou totalmente a favor de promoções: se vou a supermercado e um produto que eu habitualmente uso está a 50% do preço habitual compro logo 5 ou 6 embalagens e fico muito contente com a poupança. Mas isto só é válido porque estou a comprar rigorosamente o mesmo produto a metade do preço, o que de forma alguma se passa quando estamos a falar de saúde e quando a capacidade de intervenção para o bem e para o mal que um dentista tem sobre a boca dos seus pacientes.

Tomando este caso como exemplo “As coroas não são todas iguais…”:

Ver caso

O paciente recorreu a nós após lhe terem colocado uma coroa no incisivo lateral que não foi do seu agrado. Como pode ver à direita na fotografia foi colocada uma coroa amarela para “jogar” com a cor dos incisivos centrais que estavam francamente escurecidos. Como é obvio não era isso que o paciente queria e portanto apesar de ter acabado de colocar e pagar esta coroa recorreu a nós.

Para conseguir um sorriso mais bonito, natural e de acordo com a estrutura da face e idade do paciente, colocámos 2 coroas de cerâmica nos incisivos centrais, mudámos a coroa do lateral e fizémos uma faceta no canino.

É importante que se perceba que tratamentos muito diferentes podem ter o mesmo nome, no entanto resultados bastante dispares.

Nos meus 25 anos de prática clínica, com a saturação de mercado a nível de oferta de profissionais, o esmagar de preços a qualquer custo a que tenho assistido, vejo com muita preocupação instalar-se uma mentalidade “dentista low-cost” em deterimento da escolha rigorosa do profissional.

Para termos bons resultados temos que criar condições para que os mesmos sejam fiáveis:

  • Um Dentista experiente, rigoroso, que domina as técnicas e sempre investiu em formação contínua.
  • Técnicos de laboratório de 1a linha.
  • Materiais escolhidos pela sua qualidade e não por preço
  • Técnicas de esterilização rigorosas

Nada disto pode ser “dentista low-Cost” mas é a única forma de poder garantir bons resultados.

Quando as coisas parecem boas demais para ser verdade é provável que sejam.

Nunca se interrogou como é que alguém que exerça sua profissão com um mínimo de realismo nesta área pode prometer Orçamentos Grátis?

Para dar um orçamento com respectivo plano de tratamento eu preciso, no mínimo de:

  • Uma consulta de 30 minutos em que observo, colho a história do paciente, as suas queixas e espectativas, fotografo, faço check-up radiográfico e por vezes modelos de estudo.
  • Posteriormente analiso todos estes dados, discuto o caso com o técnico de laboratório e elaboro um plano de tratamento com respectivo orçamento (esta fase demora-me entre 30 a 60 minutos)
  • Uma 2a consulta (no mínimo 30 minutos) em que apresento o caso ao paciente com ajuda das suas fotos e de fotos de casos semelhantes ,respondo às dúvidas que sempre surgem e, caso se decida avançar, marcam-se as consultas subsequentes.

Por todo este processo que me leva no mínimo 1h30, mais todo o material descartável e esterilização cobro apenas o valor correspondente ao custo dos materiais utilizados. Não tenho qualquer ganho nesta fase mas faço-o porque tenho uma alta taxa de aceitação dos planos de tratamento propostos.

Não consigo deixar de me questionar como é que se pode sequer propor fazer este serviço grátis mas muito frequentemente sou questionada através do site ou do FB se o faço.

(à semelhança de muitas outras clínicas que estão por todo o lado, que recorrem a bancos de imagens para o seu marketing e em que tudo é feito para numa 1a fase “fechar o negócio”, de preferência com pagamentos à cabeça de forma a que, quando o paciente se vê com um tratamento que não gosta, mesmo na fase de provisórios, já é muito tarde para recuar).

Infelizmente com bastante frequência me aparecem casos com o deste paciente em que o interesse foi não em tratar mas em propor e cobrar um plano de tratamento não indicado e com os resultados que estão à vista na foto em baixo.

Paciente de Dentista Low Cost

O resultado desastroso de um mau plano de tratamento e péssima execução técnica!

O paciente veio à minha consulta porque não gostou dos provisórios que lhe tinham colocado.

Nada foi feito como devia: a doença periodontal não foi controlada, o interesse foi colocar 4 coroas (neste caso provisórias mas cobrando à cabeça as defenitivas) e o que se gastou foi literalmente deitado ao lixo.

Por ter pago à cabeça todo o tratamento, quando chegou à conclusão que não estava no sítio certo já era muito tarde. Infelizmente casos como este são mais frequentes do que o que se pensa.

Neste outro caso em baixo vemos como é que uma má intervenção consegue arruinar uma boca só com uma simples coroa e deixar a paciente sem vontade de sorrir durante vários anos.

Paciente de caso Dentista Low Cost

Paciente com sorriso arruinado só com uma simples coroa no incisivo central.

A capacidade de intervenção de um Dentista para o bem e para o mal é enorme.

Os problemas podem ser bem ou mal resolvidos. Mais importante que um bom orçamento é uma boa solução, o dinheiro (que com certeza é um factor muito importante), vai e vem, o tratamento fica na sua boca por muitos anos, 24h por dia.

À medida que as intervenções se tornam mais complexas e invasivas o potencial de iatrogenia sobe em flecha portanto, antes de se entregar nas mãos de alguém para um trabalho de Implantes, Reabilitação Oral ou Estética Dentária faça o seu trabalho de casa:

  • Peça ao dentista para lhe mostrar fotos de antes e depois dos seus casos
  • Tente colher informações junto dos seus pacientes
  • Veja se se sente confortável com a pessoa que o/a vai tratar
  • Não baseie a sua decisão simplesmente em quem lhe promete o Serviço mais barato já que com certeza se vai arrepender
  • Esteja atento/a a práticas comerciais agressivas e intimidatórias que procuram pagamentos imediatos à cabeça em especial com recurso a crédito

Mais vale fazer a Reabilitação por fases ou adiar a mesma do que se meter em trabalhos irreversíveis que vão deixá-lo pior que no início (e com menos dinheiro…).