Boca – Manutenção da Saúde Oral

Sorriso perfeito e duradouro

Conseguir um sorriso perfeito, harmonioso e duradouro é possível através das técnicas que os Estomatologistas e Médicos Dentistas têm hoje à disposição. No entanto,desengane-se quem pensa que não precisa de fazer a sua parte após um determinado tratamento… Para que os resultados sejam duradouros, os pacientes têm de seguir os cuidados de higiene oral recomendados. Passamos então a ter um verdadeiro trabalho de equipa : «Nunca é demais os profissionais de saúde responsabilizarem cada paciente na manutenção de saúde oral e, consequentemente, da saúde em geral», refere Paula Sequeiros, Estomatologista, Cirurgiã Maxilo-facial e diretora da Clínica Sanoral, em Lisboa.

É errado pensar que após conseguir obter um sorriso branco, perfeito e radiante, não é necessário ter nenhum cuidado especial. Não se esqueça que os resultados serão mantidos durante mais tempo se seguir as recomendações do seu médico. «São apenas cinco minutos por dia e isso permitir-lhe-á contribuir para manter uma saúde oral excelente», adianta a especialista. Há então que integrar as recomendações de higiene oral no seu dia a dia, seja qual for o estado dos seus dentes ou os tratamentos a que se tenha submetido.

Por: Cláudia Pinto

A criação e a manutenção da saúde oral é uma responsabilidade de cada um e um processo altamente compensador. «Devemos ser os guardiões de nós próprios e incorporar na nossa vida hábitos que nos preservem e que nos deem prazer pelo bem que nos fazem sentir. Estes são tão diversos como ter uma alimentação saudável, fazer exercício, dormir bem, ter tempo para nós, ter uma boa higiene oral, não fumar e finalmente sorrir muito. Não pode ser um sacrifício a pessoa querer-se bem e cuidarde si», frisa Paula Sequeiros.

Para além disso todos nós devemos ir ao dentista de seis em seis meses. É essa a rotina que esta estomatologista mantém com os pacientes e clientes da sua clínica. «Existem alguns pacientes que necessitam de uma rotina mais apertada,nomeadamente, aqueles que têm doença periodontal que devem ir a consultas mais regularmente, de 4 em 4 meses», refere a médica estomatologista.Mesmo mantendo esta vigilância nunca é demais frizar o primeiro ponto: «Por muito que um profissional se esforce, nunca há boa saúde oral sem uma adequada higiene oral. Este é um trabalho de equipa em que precisamos da colaboração do paciente.»

A UltimateBeauty descreve alguns dos principais tratamentos e os cuidados a ter para garantir,manter e prolongar os resultados.

1. Branqueamento dentário

Paula Sequeiros considera que esta é uma técnica «que deve fazer parte do manancial de possibilidades.» Algumas pessoas beneficiam de um branqueamento dentário desde que seja bem executado. No entanto, nem todas as pessoas podem submeter-se a este tratamento. O branqueamento dentário é desaconselhado a pessoas que sofram de hipersensibilidade dentária.

– «Tenho um protocolo em que conjugo o branqueamento realizado em consultório e em ambulatório com o qual me dou muito bem e cujos resultados podem durar entre dois a quatro anos», defende a médica estomatologista.

– Numa primeira abordagem, há que fazer um despiste de cáries e de causas de escurecimento de dentes daí que seja essencial que este procedimento seja exclusivamente realizado por um médico estomatologista ou dentista devidamente certificado e inscrito na Ordem dos Médicos Dentistas.

«Quando chegamos à conclusão que a pessoa está sem cáries e sem outras situações a tratar, aí sim, pode passar-se ao branqueamento», afirma Paula Sequeiros.

O procedimento passo a passo

– Em primeiro lugar, «fazem-se moldes dos dentes com a base nos quais se fabricam moldeiras individualizadas que têm uma espécie de reservatórios na parte anterior do dente onde o paciente vai carregar o produto e aumentar assim a eficácia do tratamento.»

– Numa primeira sessão, é feito o check-up, tiram-se radiografias, moldes e agenda-se a sessão de branqueamento no consultório.

«Nesta sessão fazemos primeiro o isolamento de todas as estruturas vizinhas (como por exemplo, os lábios) e colocamos uma barreira gengival pois vamos usar um produto branqueador em altas concentrações que não deve tocar na gengiva “. Posteriormente aplica-se o produto mais indicado a cada caso, repetindo-se duas a três vezes.

Só com a sessão no consultório os dentes ficam mais brancos mas é preciso reforçar e consolidar os resultados.Para isso o paciente vai usar o produto em casa durante um período mínimo de duas semanas, podendo escolher fazê-lo durante uma hora por dia ou durante toda a noite. Normalmente, o produto da noite tem mais eficácia. «Dependendo de cada caso seleciono o produto a utilizar e ensino a pessoa a aplicá-lo nas moldeiras ». Se o paciente cumprir as recomendações, fica com os dentes brancos durante dois a três anos.

– Os cuidados a ter durante a realização do branqueamento incluem o evitar todo o tipo de alimentos que possam manchar os dentes (café, chá, vinho tinto, tabaco,etc).Se não se conseguir prescindir destes hábitos então deve-se lavar os dentes logo após o seu consumo.

Após dois a três anos, pode fazer-se um touch-up (retoque) do branqueamento. «Tudo depende da reação de cada paciente e dos seus cuidados de higiene”. Nessa altura só necessitará de adquirir as seringas de produto de aplicação em casa.

Preço Um branqueamento que inclua todo este procedimento pode ir desde os 350€ aos 500€. Os touch-ups, conforme o número de seringas, custam entre 100€ a 150€ euros. «O investimento é maior no começo do tratamento do que na fase de retoque», explica a médica estomatologista.

2. Facetas de porcelana

As facetas baseiam-se numa técnica de adesão da cerâmica ao nosso esmalte. «Tanto podemos fazer um recobrimento total da parte da frente dos dentes como dar pequenos retoques com microfacetas (por exemplo fechar um pequeno espaço entre os dentes).
As facetas são o procedimento que garante a melhor estética, melhor integração na gengiva e menor desgaste dentário (por vezes nem temos que tocar no dente). Por estas razões são, quando indicadas, o tratamento de eleição na hora de rejuvenescer um sorriso ou de resolver pequenos espaçamentos entre os dentes, fraturas ou mesmo correção de dentes tortos (em pessoas que não querem usar aparelho, ficando com o problema resolvido num mês).

Cuidados a ter

Ir a uma consulta de seis em seis meses e ter uma higiene oral cuidada ( tal como se aconselha a todas as pessoas independentemente de se terem submetido a esta técnica ou não). «A grande maioria das pessoas passa a ter mais cuidados a nível de higiene oral após a colocação de facetas pois tem mais orgulho no seu sorriso e tem mais consciência da importância desses hábitos», defende Paula Sequeiros.

Preço: varia conforme o tipo e o número de facetas utilizadas podendo ir de 500€ a 7500€.

3. Implantes dentários

São implantes de titânio colocados com uma cirurgia minimamente invasiva. Segue-se um período de espera (geralmente três meses) após o qual se colocam coroas sobre esses implantes.

Os implantes de carga imediata implicam a seleção cuidada de casos .Carga imediata quer dizer que se colocam coroas provisórias sobre os implantes imediatamente após a cirurgia eliminando-se o tempo de espera. Após o período de osteointegração (3 a 6 meses), esta coroa provisória é substituída por uma coroa defenitiva.

– «Há dois aspetos fundamentais que podem ditar o insucesso de um implante: o excesso de carga (problemas de oclusão) e a infeção.»

– Antes da colocação de um implante, há que eliminar qualquer foco de infeção na boca. Há que verificar se há cáries a tratar, se há gengivite ou doença periodontal activa e higienizar o mais possível a boca.

– «É fundamental também fazer o despiste de hábitos tabágicos porque o tabaco é o grande inimigo da osteointegração dos implantes. Acima dos 10 cigarros não são boas notícias», explica Paula Sequeiros.- À partida, um fumador não teria indicação para colocar implantes mas «Tenho imensos fumadores a colocar implantes e peço-lhes encarecidamente para diminuírem o mais possível o consumo do tabaco, pelo menos, no primeiro mês após a cirurgia, devido ao facto de alterar a microcirculação e toda a cicatrização», explica a estomatologista.

Preço: 750€ a 950€ (dependendo do tipo e número de implamtes colocados)

Ortodontia Invisível

Paula Sequeiros tomou contacto com o Invisalign há alguns anos nos EUA mas os custos deste método eram de tal forma elevados que nunca os integrou na sua prática .
Entretanto, foram aparecendo produtos similares e num curso em Madrid foi-lhe apresentado o Alineadent® cujo sucesso tem sido notório nesta clínica.

Como funciona o Alineadent?

A correção é feita com uma série de alinhadores sequenciais de acrílico transparente feitos à medida de cada paciente através de um avançado sistema digital 3D que simula o tratamento do princípio ao fim. Estes alinhadores, que devem ser usados 22 horas por dia (tiram-se para comer e lavar os dentes), são praticamente invisíveis e extremamente cómodos quando comparados com os aparelhos fixos tradicionais.

– O tratamento é sempre menos demorado que a Ortodontia Clássica podendo ir de seis semanas a dois a três meses.

– «Este sistema não tem indicação para grandes tratamentos ortodônticos mas é uma ajuda preciosa para pequenos retoques», avança Paula Sequeiros. Tem a enorme vantagem de se poder tirar para limpar, o que não acontece com a Ortodontia fixa.

Preço: O custo do tratamento depende do número de alinhadores necessários para
cada caso podendo ir de 600€ a 1000€.

Leave a Comment